De A a Z, tudo se pode fazer DE OUTRA MANEIRA...

Palazzo-Castelmur

As curvas adormeciam a minha vontade. Já quase apenas ouvia a minha respiração, entre o som da correnteza, ora do sonho ora do rio, que parecia rasgar as montanhas.

A chuva miudinha desprendera-se do céu e pairava como uma cortina.

Atravessámos o rio e parámos. Da casa palacete, na orla da aldeia junto à ponte, só me lembro do interior. Talvez ainda tivesse a memória entorpecida pelas curvas.

Lá dentro, a casa construída no século XVII pela família Redolfi, fala ainda de intimidade. Somos levados para um calor e segredos de outro tempo. Nela tudo convidava ao prolongamento do sonho: as madeiras escuras e densas, vitrais de heróis, vistas furtivas para as montanhas e um espaço que nos leva de sala em sala, num vai e vem entre um passado vivido e um futuro imaginado nas margens da Arte.

O palacete é agora um museu.

Vim de lá com a memória física da surpresa, dum quarto de sombras onde as páginas gigantes dum livro virtual desfolhavam como fantasma, relógios animados num canto intimista de onde as janelas resgatam a luz da folhagem verde. No canto simétrico um carrossel inimaginável de pequenas figuras e um som, um som cada vez mais presente desenhava o espaço onde a minha imaginação se movia.

No grande salão, do andar de cima, um círculo de olhares de nobres figuras focava a coluna de plástico colorida. O chão de madeira convidava a dança. Senti em mim vivo o olhar delas. Imaginariam estas figuras o encontro com o futuro? Gozariam elas como eu gozei aquele outro quarto onde uma mesa redonda de pés curvos parecia levitar no som e nos veios corridos de imagens pretas e brancas que aceleravam, distorciam, abrandavam o espaço e o tempo?..

Um pequeno museu talvez, no meio do verde Suíço.


Palazzo Castelmur (val Bregaglia)

Cet édifice extravagant est le fruit de multiples transformations. Le « noyau » patricien (1723) a été « augmenté « dans le style lombardo-vénitien (a.k.a gothico-mauresque) dans les années 1850 par la famille Castelmur enrichie dans la confiserie-pâtisserie. Au siècle suivant (années 60), le Palazzo a passé en mains publiques et est désormais ouvert au public l’été. Il présente une exposition sur les habitants de plusieurs vallées engadines qui ont essaimé par toute l’Europe et fait fortune comme pâtissiers-confiseurs. Depuis quelques saisons, le Palazzo propose également de l’art contemporain.

Alexandrine Neuryale

Ver mais

Video e fotos de Minnie Freudenthal e Manuel Rosário

Partilhar
Escrito por

Alice Minnie Freudenthal, médica Internista pelo American Board of Internal Medicine e Ordem dos Médicos Portuguesa. Áreas de interesse; neurociência, nutrição, hábitos e treino da mente. Curso de Hipnose clínica pela London School of Clinical Hypnosis. Curso de Mindfulness Based Stress Reduction. Palestras e Workshops de diferentes temas na área da neurociência para instituições académicas, empresas e grupos.

COMENTAR

Sem comentários