De A a Z, tudo se pode fazer DE OUTRA MANEIRA...
 

O entardecer do pintor

Sair.

 

Uma impossibilidade

quando a luz esmorece

os pássaros regressam

com o seu último canto

e o coração estremece

ao pensar em sair.

 

Há um risco na tela

que corta ao meio o branco

a tela ainda espera

o discurso da côr

anunciado,

mas agora em suspenso

nesse branco riscado

 

Sair é impossível

o pintor ficou preso

no tempo do seu quadro

que entardece

adiado

 

Yvette K. Centeno
Junho, 2022
Inédito

Foto de Yvette Centeno

Partilhar
Escrito por

Nasceu em Lisboa, é casada, tem quatro filhos. Cresceu numa casa onde havia livros. Leu sempre, leu muito, de todas as maneiras. Doutorou-se em Literatura Alemã, mas interessou-se sempre por História das Ideias, História de Arte e Literatura Comparada. É Professora Catedrática da Universidade Nova de Lisboa, onde criou os primeiros cursos de Tradução Literária. Tem obra de ficção, poesia, teatro e ensaio publicada em várias línguas. Quanto à música, as preferências andam pelo jazz, Mozart e Wagner… Foi recentemente distinguida com a Medalha de Honra do Autor Cooperante pela Sociedade Portuguesa de Autores (SPA).

COMENTAR

Últimos Comentários
  • Avatar

    Lindo!! Beijo grato e muitas saudades, até breve 🎈🤹‍♀️