De A a Z, tudo se pode fazer DE OUTRA MANEIRA...

Nem sempre se é surpreendido, desta maneira, num museu. No entanto, as peças de Hsu Tzu Kuey em exposição no Museum of Fine Arts, em Kaohsiung, criaram em mim espanto, curiosidade, humor e até repulsa como um cocktail colorido e quase indigesto.

Deambulei num rodopio de animalidade partilhada e olhos hipnotizantes: Não te esqueças que és um animal! Gritavam olhares sensíveis, esbugalhados, atormentados mas também sedutores. E, logo ali, não havia como escapar a ser tocado pelos gestos de longas e expressivas mãos. Gestos ternos, políticos, perversos, esculpidos em corpos, deles e nossos. Deixei-me levar pelo desafio surreal de “deslocalização” das expressões, das emoções ancoradas em corpos que aos poucos se tornavam nossos, daqueles que por ali, naquele momento, se espelhavam naquelas extraordinárias figuras.

Hsu Tzu Kuey formou-se na National Taiwan Normal University e estudou artes no Pratt Institute, nos EUA, em 1988. Atualmente é diretor da Hwa Kang de Taipei Art School, do departamento de artes da Tainan University of Technology e do College of Art TUT. Vive em Tainan.

Minnie Freudenthal
Outubro, 2021

Galeria de Imagens

Fotos de Manuel Rosário

Partilhar
Escrito por

Alice Minnie Freudenthal, médica Internista pelo American Board of Internal Medicine e Ordem dos Médicos Portuguesa. Áreas de interesse; neurociência, nutrição, hábitos e treino da mente. Curso de Hipnose clínica pela London School of Clinical Hypnosis. Curso de Mindfulness Based Stress Reduction. Palestras e Workshops de diferentes temas na área da neurociência para instituições académicas, empresas e grupos.

COMENTAR

Últimos Comentários
  • Avatar

    Absolutamente extraordinárias, as esculturas e as fotografias. Não conhecia e fiquei siderada.